Segunda-feira, 22 de Novembro de 2004

ESPANHA – GUERRA CIVIL (20)

Espanha20.JPG

VALE DOS CAÍDOS

Perto do Escorial, também perto de Madrid, a mesma Madrid que só vergaste em último lugar e com a ajuda de um Judas, a Madrid em que os teus mouros, os teus legionários, os teus aliados nazis e fascistas, levaram para contar, mandaste construir o Vale dos Caídos. Concebeste essa obra de exaltação na pedra da montanha para celebrares a tua Cruzada e depositares os teus mortos e o teu corpo quando morto.

Porque, até na morte, tu não perdoaste aos espanhóis vencidos, os que perderam a guerra a defender a República e a legalidade democrática. E pior que o não perdão foi a humilhação a que sujeitaste os vencidos, sempre, até ao fim dos teus dias, em que continuaste a assinar sentenças de morte aos que se opunham ao teu mando. E, assim, o Vale dos Caídos é uma obra sádica de um ditador cruel. Porque foi construída por prisioneiros dos vencidos, em trabalho forçado de purgatório (cada dia de trabalho forçado, equivalia a dois dias de cumprimento de pena!), como monumento tumular, apenas, dos vencedores caídos. Como se os mortos dos vencidos não caíssem. Talvez se tenha tratado de um lapso de designação por saberes que só os teus caíram, enquanto os vencidos morreram de pé a defender a legalidade saída do voto.

Durante o fascismo português, qualquer roteiro turístico de visita a Espanha, incluía obrigatoriamente uma peregrinação ao Vale dos Caídos (o equivalente espanhol a Fátima). Era a comunhão de regimes a funcionar. Depois, quando lá te meteram, junto ao altar principal, em comunhão de culto com José António (o Chefe da Falange), já aqui a democracia estava nas nossas ruas, nas nossas casas, nas nossas almas. E por lá pouco tempo restou para te exaltarem, os vencidos voltaram, governaram e governam, restando agora, por ali, meia dúzia de nostálgicos com camisa azul. Mas o Vale dos Caídos lá vai permanecer, para vergonha da tua crueldade transformada em catedral metida nas rochas de uma montanha perto de Madrid. Sim, de Madrid.

(na foto, em 1975, Franco é enterrado no Vale dos Caídos)
publicado por João Tunes às 16:06
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. ESPANHA – GUERRA CIVIL

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (1...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (2...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (3...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (4...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (5...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (6...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (7...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (8...

.arquivos

. Setembro 2007

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds