Domingo, 14 de Março de 2004

AZNAR, TERRORISMO E ESQUERDELHADA

pilla5[1].jpg

Já me restam poucas dúvidas que o Governo de Aznar mentiu e mandou mentir aos espanhóis e ao mundo sobre a autoria material dos actos de terrorismo em Espanha. Provavelmente, terá mentido por eleitoralismo obsceno para inflacionar os resultados do PP. Resta-me a esperança, porque não vivemos num mundo de parvos, que os espanhóis castiguem, nas urnas, a demagogia “azna” até porque, antes do mais, foram ofendidos os familiares das vítimas que tinham direito a não verem os cadáveres dos seus servirem de joguete para mesquinhos jogos eleitorais. É mais uma razão para desejar a vitória do PSOE nas eleições. Veremos como pensam os espanhóis.

Mas mais grave do que a mentira de Aznar e do seu bando, é a vantagem que o terrorismo tira deste embuste. Porquê?

1º) Alguma esquerdelhada (Ana Gomes, boa parte dos bloquistas e quase todo o mundo para quem a política se resume em ser-se anti-americano) suspirava que pertencesse à Al-Khaeda a autoria do atentado. Porque o alastramento do pânico europeu serve para o reforço da culpabilização do Império do Mal pela ocupação do Iraque. Hoje, quando a Al Khaeda ataca e assassina, a culpa será, para esta gente, sempre, mais de Bush que de Bin Laden. Desta forma, a Al Khaeda conseguiu uma cumplicidade tácita que é um trunfo poderoso na estratégia terrorista. Tal como antes, Sadam se viu redimido de ser tratado como um ditador sanguinário a partir do momento em que foi o alvo do “ditador mor” (Bush, pois claro). Assim, Aznar deu mais trunfos à Al Khaeda e aos que são cúmplices com ela quando menorizam a sua face assassina perante o “Inimigo Principal”. Porque retardar o conhecimento da autoria, serviu apenas para adensar o mistério, a especulação e o impacto da revelação.

2º) O bando de assassinos da ETA, vendo transferir-se o odioso para a Al Khaeda, beneficia de um branqueamento insólito. Eles não serão tão maus como os piores. Eles avisam antes. Eles não atacam o pobre povo trabalhador. Eles não matam tantos. Eles têm “uma causa”. Afinal, a pobre ETA é vítima da perseguição de Aznar. Coitada da ETA que lhe atribuíram culpas alheias. Assim, Aznar deu mais trunfos à ETA para continuar a assassinar.

Todas estas questões articuladas consolidam a minha opinião de que, independentemente do autor material (provavelmente, a Al Khaeda ou similar), quer a Al Khaeda quer a ETA “beneficiaram subjectivamente” com o atentado e a forma do PP o manipular. Se a ETA não colocou estas bombas, a ETA é cúmplice política do atentado. E, se não assassinou em 11 de Março, a ETA já assassinou antes e vai continuar a assassinar.

Aznar e o PP, deviam pagar caro as suas mentiras. Porque pisaram os corpos das vítimas inocentes assassinadas ao favoreceram a continuação do terrorismo e ao darem trunfos aos seus cúmplices políticos (e são tantos, são tantos) que aceitam TUDO que possa transformar-se em ódio anti-americano.

Não gosto do Aznar. Não gosto da sociedade suja do PP. Não gosto dos seus amigos, os políticos e os esquerdelhos que se lavam na água suja das suas manobras. Odeio assassinos, os da ETA, os da Al Khaeda e todos os que substituem a opinião e o voto, pela bala e pela bomba.

Estou com as vítimas do terrorismo.

Contra o terrorismo, sempre!
publicado por João Tunes às 00:26
link do post | favorito
De auaufeiomau a 14 de Março de 2004 às 21:43
João,
Estou contigo em quase toda a linha de pensamento. Creio no entanto que «comportamento gera comportamento», e como tal o que penso é que terá obrigatóriamente de existir ou ser criada uma linha a partir da qual alguém terá de dar a face.
Sem isso, apenas os mortos se perpetuarão. E depois de que adianta dizer; «que os mortos são todos iguais, só que uns são mais mortos do que outros».

Um Lolipop para ti do auau.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. ESPANHA – GUERRA CIVIL

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (1...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (2...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (3...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (4...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (5...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (6...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (7...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (8...

.arquivos

. Setembro 2007

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds