Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2004

ANGÚSTIAS

Reinam angústias de orfandade numa parte da blogoesquerda. Simplesmente, porque a blogodireita está a zarpar.



E agora com quem vamos polemizar? Dizem os mais antigos e com pergaminhos de antiguidade. Vamos mandar bocas aos neófitos esquerdistas que vieram aqui para o salão sem pedirem licença aos mais velhos?



E a cumplicidade gerada em duras polémicas? Deitávamos abaixo mas ficámos amigos. E agora?



É a crise, meus caros, é a crise.



Quando a direita se instalou no poder, natural foi que os arautos neo-liberais desatassem a tocar as suas harmónicas de beiço. A esquerda estava nas lonas, a hora era dos reformadores e da mudança.



Agora com a desgraça neo-liberal feita situação, é natural que seja tempo de desencanto à direita e a debandada surge como inevitável.



Meus caros, enquanto a blogosfera não se partidariza de todo, aproveitem. Porque os caminhos da esquerda, as perguntas de esquerda e as soluções de esquerda são pano para muitas mangas.



Ou reconstruir a esquerda dá menos gozo que o descasque num direitinha amigo?
publicado por João Tunes às 00:50
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Joo a 19 de Fevereiro de 2004 às 12:06
Belo programa, cara Isabel. Merece destaque. Saudação amiga.


De Isabel a 18 de Fevereiro de 2004 às 14:06
Caro João, não resisto a comentar este seu admirável post...Como se sabe, descascar nos outros é um desporto nacional - não conheço um português que resista à criação dos nossos carinhosos "ódios de estimação". Vejo a blogosfera como um espaço que tem que ser plural, e a debandada da direita preocupa-me - não gosto de canções a uma só voz. Por outro lado, reconstruir a esquerda é outra história: adaptar ideologias ao nosso século (coisa que a direita também precisa urgentemente de fazer) não é tarefa fácil, principalmente quando ainda não conseguimos vislumbrar todas as tendências da nossa nova época. Pensando em soluções mais práticas do que a construção de novas ideologias, acho que a crise em Portugal poderia ser eliminada através destas 3 medidas simples, embora radicais:
1. distribuição gratuíta de prozac (dose redobrada para os nossos governantes e oposição)
2. aumento geral de salários em 20%
3. mandar o Pacto de estabilidade ir dar uma volta
Afinal, o Euro2004 está à porta e ninguém quer fazer má figura!
Beijos amigos


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. ESPANHA – GUERRA CIVIL

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (1...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (2...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (3...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (4...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (5...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (6...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (7...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (8...

.arquivos

. Setembro 2007

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds