Sexta-feira, 5 de Março de 2004

NÃO SOU MAS GOSTO DELES

t1921a[1].jpg


Um Bloquista explica assim a sua relação com o trotsquismo:

“Não sou trotsquista, nunca fui, nem nunca tive qualquer simpatia pelo trotsquismo. Minto, tive e tenho uma: a de terem sido anti-estalinistas. Não faz de Trotsky o herói respeitador dos direitos humanos que o querem pintar alguns (esteve longe disso), mas faz dos trotsquistas gente que, na URSS e em muitos outros países do socialismo real, foi impiedosamente perseguida e assassinada. Não é, apesar de tudo, pouco. Sobretudo sabendo que a maior parte dos trotsquistas se filiaram nesta corrente marxista por oposição ao domínio estalinista na esquerda.”

Nesta autêntica sessão de piruetas de posicionamento, começamos por saber que o dito cujo nunca teve qualquer simpatia pelo trotsquismo mas afinal, deixando de mentir, tem uma que, apesar de tudo, não é pouco! Dito por outras palavras, e sem mentir, o Daniel Oliveira usa demagogia que não é, apesar de tudo, pouca.

Percebe-se que um bloquista assumido (haja Deus!), na hora da diluição - séria ou fingida - do PSR, tenha estas dificuldades de lidar com a componente trotsquista do seu Partido (ou Frente, ou Aliança, ou lá o que é). Mas não vale mentir sobre o trotsquismo. Ou falsificar a história, que é uma das formas mais feias de mentir. Sobretudo para quem costuma cantar de cantar de galo no debate político.

A manipulação do martírio de Trotski é um dos embustes mais bem montados da propaganda política. Trotski disputou (mal, porque: displicente, arrogante, toca-e-foge) a sucessão de Lenine. Toda a prática de Trotski, enquanto poder, foi de selvajaria bolchevique. Continuaria a ser brutal (menos, tanto ou mais que Estaline?) se fosse ele a suceder a Lenine. Trostski nunca renegou Lenine (pelo contrário, afirmou-se sempre como o seu “herdeiro puro”) e o estalinismo limitou-se a concretizar, nas novas condições, a prática leninista. Tanto leninismo havia no estalinismo como no trotsquismo, a diferença esteve em que um o praticou e o outro não. Estaline tem o onús da prática, Trotski teve o benefício da contestação (não ao leninismo) à prática do seu rival na liderança bolchevique. Estaline assassinou Trotski, está para saber o que faria Troski a Estaline. A lógica de exclusão extremada entre os dois candidatos indica que os resultados não seriam diferentes (com ou sem picareta, com ou sem revólver, com ou sem mais ou menos perfídia). Trotski, até porque claudicou no combate e na resistência a Estaline, deixou poucos seguidores ou admiradores entre os bolcheviques. O número empoladíssimo de “trotsquistas” que a paranóia estalinista inventou foi um mero pretexto repressivo (do género do tempo de Salazar, em que quem não era pelo Estado Novo era comunista). Nos anos trinta, quarenta e cinquenta, na URSS e nas "democracias populares", a quem se queria liquidar (ou purgar) chamava-se trotsquista e dava-se-lhe o tiro, ponto final. Como veio a acontecer com o "titismo". Assim, é abusivo validar este embuste repressivo como real e contabilizar as vítimas acusadas de trotsquismo como sendo seguidores ou admiradores de Trotski. Curiosa e sintomaticamente (rabo de fora?), Daniel Oliveira vai directamente do trotsquismo e do estalinismo para o marxismo, sem parar no apeadeiro do leninismo. Percebe-se, percebe-se.

Afinal, o que Daniel Oliveira nos quiz dizer foi: não é trotsquista, até nem vai à bola com a coisa, mas é amigo de trotsquistas, trabalha num (ou para um) Partido em que eles estão lá, e - sendo assim - afinal o trotsquismo até foi porreiro porque os estalinistas lhes deram na cabeça e - por isso mesmo - até gosta deles embora não alinhe com a coisa.
publicado por João Tunes às 00:51
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Joo a 8 de Março de 2004 às 15:40
Abraço, caro José Teixeira.


De jpt a 7 de Março de 2004 às 21:22
abraço...haja gente. que coisa, ainda por cima a imbelliccentsia pô-los na moda.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. ESPANHA – GUERRA CIVIL

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (1...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (2...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (3...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (4...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (5...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (6...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (7...

. ESPANHA – GUERRA CIVIL (8...

.arquivos

. Setembro 2007

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds